Buscar
  • Marta Rangel

7 meses de Caetana e de mãe Marta

Ela:

- palra imenso como se conversasse connosco (e também refila!)

- segue-me com os olhos para todo o lado e já sente a minha ausência

- não gosta de biberão nem de beber leite pelo copo (o que dificulta deixá-la com outras pessoas)

- continua a pedir mama durante a noite (e eu não tenho coragem de negar)

- quando está a mamar gosta de agarrar a minha mão, mas não gosta que seja eu a agarrar a dela

- continua a ser "mais comprida do que pesada", segundo o Pediatra



- passou de dormir bastante durante o dia para praticamente não fazer sestas

- antes fazia imenso cocó, agora tem prisão de ventre (já recorri ao Bebegel, agora dou-lhe água de ameixa e, na maior parte dos dias, resulta)

- comeu muito bem as primeiras sopas e, de repente, deixou de querer (já mudei a sopa, já tentei a mesma e nada)

- gosta muito de pão e de uvas

- quando a pomos na cadeira da papa e colocamos o babete, começa a chorar, mas, se lhe dermos comida sentada na espreguiçadeira ou ao colo, já aceita

- é muito activa e é precisa alguma força para a segurar senão ela quase se atira do nosso colo

- já levanta bem a cabeça e o tronco quando está de barriga para baixo

- rebola para os dois lados e volta-se sozinha quando a colocamos de barriga para baixo

- é muito observadora

- tem mais cabelo e está a ficar loira

- é muito sociável e ri-se para toda a gente na rua

- estende as mãos para a Sunny à espera de uma lambidela

-só chora a valer quando tem fome, sono ou alguma dor

- detestava que a pusesse no ovinho e agora já gosta

- já quase não cabe no berço

- fica com os pés de fora no muda-fraldas

- adora a música "Era uma vez um Rei com uma grande barriguinha..."


Eu:

- estou convicta que o verdadeiro pós-parto é agora e não nos primeiros 3 meses

- sinto-me muito mais cansada agora do que quando a Caetana nasceu

- a privação de sono deixa-me mais irritadiça e suscetível e os mais próximos é que levam comigo (desculpem! <3)

- nunca mais voltei a comer ou a tomar banho tranquilamente

- é um verdadeiro desafio (tentar) trabalhar a partir de casa e estar, em simultâneo, (quase sempre) sozinha com a Caetana

- continuo a ter dias caóticos e outros em que tudo flui

- já recusei muitos convites e eventos (mais do que gostaria!) e deixei de ir em cima da hora

- tenho uma lista enoooorrmeee de coisas para tratar (burocracias e afins) e e-mails e mensagens nas redes sociais por responder



- já saí de casa algumas vezes mal vestida e sem maquilhagem (logo eu!!)

- há alguns dias que nem me reconheço ao espelho (onde está a Marta que andava sempre arranjada, tinha inúmeros projetos profissionais, muita vida social, dançava kizomba, treinava com PT, ia à praia todos os dias....??)

- comecei a fazer Pilates Clínico no espaço Bebé da Mamã e poder cuidar de mim e deixar a Caetana, na sala do lado, com uma babysitter amorosa, deixa-me renovada, revigorada e com um estado de espírito muuiiitoooo melhor

- em resultado do pós-parto, fiquei a ver pior (uso lentes de contacto e óculos em casa), mas pode ser reversível, segundo me explicaram

- os meus dentes também voltaram a desalinhar, mas graças à @clinicaoliveiraesa o sorriso vai voltar a ficar perfeitinho

- tive que aceitar que vou ter a casa muitas vezes mais desarrumada do que gostaria e o monte de roupa por lavar vai crescendo


 

O body com gola e o macacão de malha cor-de-rosa que a Caetana tem vestidos são da Zippy


88 visualizações

Deseja adicionar um comentário?