Buscar
  • Marta Rangel

Ir para a praia sozinha com um bebé é…

Ir para a praia sozinha com um bebé é… um filme! 😆 Adoro praia e não consigo ficar muito tempo sem sol e mar. Pelo que vi até agora, a Caetana adora estar ao ar livre e, quando saímos mais, por norma, come melhor e dorme melhor. Então, resolvi experimentar ir para a praia sozinha com a Caetana. Sem ajuda.


No primeiro dia, pensei ir para a praia para onde vou habitualmente, a cerca de 20 min de casa. Mas, assim que vi o trânsito na marginal, dei meia volta. Quando estou a voltar para trás, vejo um lugar de estacionamento perto de outra praia. Aproveitei. Depois a questão era: e agora? Como levo a Caetana e a tralha toda? Resolvi levar a Caetana no carrinho para colocar a mochila dela e o meu saco no cesto do carrinho. 10 minutos depois chego à praia e… chapéu de sol? Ups. Ficou no carro. Voltei para trás. Estou de novo à beira do areal volto a pensar: e agora? O que faço ao carrinho? Arrasto-o pela areia com a Caetana e os sacos? Muito pesado. Deixo no paredão? E se “desaparece”?


Então resolvi deixar o carrinho ao final da rampa da praia e instalar-me no primeiro bocadinho de areia. Primeira etapa superada. Depois precisava de montar o chapéu. Atirei um pareo XL para o chão e pousei a Caetana com os sacos à volta. Surpresa! Não tinha o “pau” do chapéu 😂 Problema: não podia ficar ao sol com a Caetana porque estava demasiado calor. Solução: encostámo-nos à parede e conseguimos um bocadinho de sombra. Aproveitei para dar o lanche à Caetana e ela comeu lindamente (a praia abre o apetite 😁). Estou a arrumar o que restava do lanche quando, numa fração de segundos, a Caetana cai de lado, com a cara na areia. Eu assustei-me mais do que ela, não pela queda, mas pela areia nos olhos. Tentei limpar com uma toalhita, mas não estava a funcionar. Vejo que o casal ao lado tinha uma garrafa de água e fui pedir ajuda. Consegui lavar-lhe a cara e os olhos e ela nem se queixou 💪🏻 Prova superada. Passados uns minutos, cheira-me a… cocó na fralda 💩 Não gosto de mudar a fralda em público e, como não tinha chapéu de sol, não sabia bem o que fazer. Ir ao carro de propósito? Muita logística. Ir à procura de um wc com muda-fraldas? Ali não havia de certeza. Acabei por mudar a fralda na praia, colocando-me à frente para tentar ter alguma privacidade (sim, os bebés também têm direito a ter privacidade).

Aventuras de mãe de primeira viagem à parte, a Caetana adorou pôr os pés na areia seca (na molhada já não achou graça porque estava fria) e fartou-se de socializar. Chamava com gritinhos e dizia adeus a toda a gente que passava. É mesmo minha filha! 😂❤️ No segundo dia, fomos para outra praia mais perto de casa e tive a sorte de encontrar lugar perto. Por isso, não levei o carrinho. Mas fez falta para carregar a tralha e para ter onde pousar a Caetana. Ainda não encontrei a solução ideal. E vocês, como fazem quando vão sozinhas para a praia com as crianças?

52 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Deseja adicionar um comentário?